48 HORAS NA ERICEIRA: II

By domingo, agosto 14, 2016 , ,





As previsões para o fim de semana chegavam,  praticamente em todo o país, aos 40 graus. Em todo, menos na Ericeira. Como já contei no post anterior, fui com uma amiga passar o fim-de-semana a esta vila tão perto de Lisboa e o plano era praia o tempo todo. Ora o que tivemos? Sábado, com máximas de 22 graus que nem vimos atingir e uma ida à praia de apenas 20 minutos, em que o vento estava tão forte que as toalhas não serviram para a areia mas sim para nos taparmos. Já no domingo as coisas compuseram-se. Mas, o lado bom de tudo isto, além de termos ficado num sítio espectacular, foi que no sábado acabámos por passear e descobrir os recantos da zona.  E, deixem-me que vos diga, que foi tão bom que merece um post só para isso! Aqui fica o meu top de "o que fazer na Ericeira quando não dá para ir à praia":



1. Descobrir a gastronomia -  Se são fãs de marisco, vão adorar praticamente toda a oferta local. Visitámos a Marisqueira César, em frente ao Parque de Campismo, com o marisco todo bem visível e viveiros próprios. O espaço foi remodelado há cerca de 20 dias e, agora, combina um menu de "comer e chorar por mais" com uma decoração leve, moderna e marítima. É um restaurante cheio de luz, em que apetece ficar só a olhar para o mar. Também costumo ir com os meus pais a um restaurante em frente à praia que se chama Brisa e em que o arroz de marisco é divinal. 



2. Petiscar ou beber um copo - Ok, o tópico continua a ser o mesmo, mas há refeições grandes e há petiscos... No centro da vila, com mini esplanada mesmo em cima do empedrado, acabámos por fazer um almoço bem tardio no domingo, sem pressas e repleto de sabores. Recomendamos: ovos com farinheira e a salada de polvo (muito, muito macio). A sangria é um ótimo refresco.  




3. Passear pela vila – Sem grandes roteiros, mesmo assim à descoberta. Há sempre algo para descobrir e muito comércio local. Há cor por todo o lado, oferecendo cenários que parecem saídos de filmes, de tão bonitos e arranjados que estão. Vemos muitas flores em janelas e varandins, e é quase impossível não andar de máquina fotográfica ao peito para registar verdadeiros postais.  


4. Fazer compras - Nas galerias de São Sebastião, há achados por todo o lado. E para quem procura boas sapatarias, vieram ao sítio certo, até porque a maioria das lojas de rua vende a marca portuguesa Tapadas, com opções confortáveis e muito, muito giras. Nesta colecção, a maioria dos modelos aposta em cortiças, franjas e cordas.  


5.Treinar – O clima pouco quente local, e a brisa sempre presente, favorecem os treinos na rua, à beira mar ou mesmo por entre ruelas, de manhã ou ao fim da tarde. E face às duas primeiras sugestões, este pode é , sem dúvida, um ponto importante para fazer um balanço.


You Might Also Like

6 comentários

  1. adorei o post! fui a ericeira ha uns bons 10 anos atras, na altura fiquei no villa galle e adorei!

    http://rrriotdontdiet.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Obrigada Sara! Ah, o Vila Galé não conheço mas tem boa fama. Tens que voltar!*

      Eliminar
  2. Olá Mia :) podes me dizer onde tiraste a última foto? Adorei :D bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, olá! Foi na Marisqueira César. Se descer as escadas à esquerda do lado de fora do restaurante, está lá esta casinha :) Obrigada *

      Eliminar
  3. Vou com frequência à Ericeira com a família, seja de férias ou só passar um fim de semana. Engraçado ver as fotos e reconhecer os lugares :) Para almoçar e jantar costumo ir ao PRIM um pequeno restaurante no centro da Vila. Para alojamento, adoro a Casa das Aguarelas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá A. João! O Prim tem muito bom aspecto... Vou experimentar na próxima vez que for à Ericeira :) A Casa das Aguarelas é que nunca ouvi falar...Obrigada,

      Mia

      Eliminar

Welcome to our website !