Superalimentos

By segunda-feira, outubro 19, 2015

Não está fácil, eu sei. É o tempo que não ajuda, os dias a ficarem mais pequenos, a roupa que parece que não combina com nada, o dinheiro que não estica…Tudo junto e chega uma tristeza parva que nem sabemos muito bem explicar; ficamos sem paciência e as forças também nos fogem bem como a vontade de fazer planos. Mas calma, até um certo ponto é normal! 

A chamada “depressão” sazonal surge com os dias mais curtos, o menor número de horas de sol e com a mudança da temperatura. Tudo coisas com que o nosso corpo tem que aprender a lidar mais ou menos rápido. E como em todas as mudanças, custa sempre um bocadinho! Há algumas dicas que podem utilizar como, por exemplo, fazerem desporto durante o dia em vez de ser à noite, beberem mais água do que aquilo que o vosso corpo vos pede, tentarem ser positivas no diálogo que estabelecem convosco mesmas, alimentarem-se bem… entre outras coisas. Mas há aliados preciosos!




Chamam-se superalimentos e quando os incluem na vossa dieta vão sentir-se seguramente senão melhores, pelo menos diferentes. Através dos seus “super-poderes” ajudam a estimular o nosso organismo, sendo alimentos com uma elevada densidade nutricional que aliada à nossa alimentação normal enriquecem a saúde e previnem algumas doenças. Há um ditado ayurveda que diz:“Quando a alimentação é má, a medicina não funciona.Quando a alimentação é boa, a medicina não é necessária”. 

Há para todos os gostos e feitios mas para contrariar “os maus fígados” que andam a rondar-vos sugiro estes dois da FOLD (que podem encontrar à venda na maioria das farmácias):

1) O cacau é rico em neurotransmissores: a serotonina, a anandamida, a dopamina e a feniletilamina, substâncias químicas específicas do nosso cérebro conhecidas como as “hormonas da felicidade” porque promovem sentimentos de felicidade e bem-estar. A serotonina é um anti-stress e um antidepressivo natural, a anandamida e a dopamina aumentam a sensação de prazer e a motivação. O cacau é ainda uma das melhores fontes alimentares de magnésio, mineral que equilibra a química do cérebro. Contém vários aminoácidos entre os quais o triptofano, aminoácido essencial utilizado pelo cérebro, para produzir a serotonina, um neurotransmissor importante nos processos bioquímicos do sono e do humor.



2) A maca é um superalimento cheio de nutrientes essenciais ao organismo, que são fonte de energia, melhoram o desempenho físico e mental, aumentam a resistência e mantêm a vitalidade. O pó de raiz de maca contém altos níveis de proteína – mais de 10% do seu peso seco – incluindo os sete aminoácidos essenciais. Os cientistas identificaram no pó de raiz de maca 4 alcaloides diferentes que equilibram o sistema endócrino e estabilizam os níveis hormonais. Contém ainda elevados níveis de hidratos de carbono (70% do pó de maca), a principal fonte de energia e ácidos gordos insaturados contribuindo para melhorar a clareza mental. A maca é um tónico da energia vital reconhecida por ter efeitos positivos em situações de fadiga crónica, falhas de memória e stress.


You Might Also Like

1 comentários

  1. E por incrível que pareça se começarmos a usar alguns destes alimentos com regularidade, ao fim de pouco tempo sentimos logo diferença. É certo que nem todos são as maiores delícias, devemos admitir. Mas que fazem diferença na nossa saúde e energia, isso fazem!

    ResponderEliminar

Welcome to our website !