Bom dia a caminho de um comboio regional

By segunda-feira, fevereiro 09, 2015



Há muito tempo que não andava num comboio regional (e muito menos assim tão cedo!). E, enquanto o sono não me abate, porque com menos de quatro horas de descanso, sinto a cabeça pesada, as costas doridas e um frio que se explica nas palavras da senhora de caracóis da frente: "Não me lembro de um ano com temperaturas destas", vou tentar escrever qualquer coisa para me lembrar desta viagem. O comboio marca 4 graus no exterior. Aqui, estarão certamente alguns mais, mas a cada vez que as portas se abrem nas estações de terras com nomes que nunca imaginámos, é como se todo o esforço do aquecimento colectivo se fosse; e vem um frio debaixo das cadeiras... Junto as pernas (com alguma força) para tentar contrariar as entradas de ar, mas nem por isso resulta. Como é que eu dantes aguentava andar sem um sobretudo no inverno? Nos tempos da secundária em que achava que estar na moda era usar casaquinhos fininhos em pleno inverno com tops que mostravam a barriga... Não perco muito tempo a pensar nisso, embora saiba que hoje seria incapaz (nem que me pagassem!) até porque agora só com camadas e camadas de roupa e mesmo assim... Também hoje demoro imenso tempo a mergulhar na praia e dantes passava a vida na água. Será que à medida que crescemos a temperatura do corpo diminui? Talvez o tamanho do corpo deslocalize o calor...Deve haver alguma teoria sobre isto. Para o meu lado entraram, agora, três miúdos que vão para a escola. O que parece o Tiago Bettencourt em ponto pequeno fala das três horas de sono que tem em cima e que ainda vai fazer educação física... Respondo-lhe solidariamente com os olhos (e os papos que os tornam pequeninos). Agora sim, começa a amanhecer. Já me esquecia de como era bonito visto assim de uma carruagem velha. O outro miúdo prefere jogar PlayStation daquelas portáteis a ver o sol a nascer, no meio de um céu carregado e escuro que ameaça chuva... Talvez se tenha cansado de ver todos os dias ou não perceba a importância do nascimento de um novo dia; o que isso significa a partir de uma certa altura na vida...Estou quase, quase a chegar, por isso vou terminar este meu relato com um bom dia e um desejo de força para esta semana: vamos precisar dela!

You Might Also Like

0 comentários

Welcome to our website !