De regresso a Paris (Parte II)

By sábado, março 08, 2014 , , , , , , , , , , , ,

Nunca poderei dizer que já vi tudo em Paris porque há sempre coisas novas. Por isso, apesar de já conhecer muita coisa nesta cidade sinto que me encanto cada vez mais à segunda, terceira e quarta vez...
 Desta vez resolvemos voltar ao Arco do Triunfo. Para quem tem menos de 25 anos (e é residente da Europa) a entrada é grátis por isso vale a pena aproveitar para disfrutar de uma das mais belas vistas sobre a cidade de Paris.
Um local que também é grátis e bonito é o Cemitério de Pére Lachaise - um dos mais famosos do mundo pelas inúmeras figuras importantes da História que ali estão sepultadas como Oscar Wilde, Modigliani, Chopin, Édith Piaf e Jim Morisson - aqui há sempre um ou outro fã dos de The Doors que vai beber uma cerveja com o Jim, ou regar um pouco a terra com gin. Quando visitámos a campa, um homem começou a cantar o "Come on baby light my fire!" e o pessoal que ali estava alinhou, prestando-se uma homenagem que deve acontecer quase todos os dias. Há um paquistanês na esquina da rua principal (fora do cemitério entenda-se) que está sempre a rir e a contar piadas enquanto faz os crepes por isso, se andarem nas redondezas é um bom local para um "crep avec nutella".
E, se queremos sentir-nos parte da cidade uma ida ao cinema é aconselhável. Há cinemas que têm versão inglesa com legendas em francês e é mais fácil. Em Bercy há um espaço ao ar livre muito agradável cheia de lojinhas e cafés para ir enquanto se espera pelo cinema já que ir ao cinema em Paris envolve quase sempre um aguardar pela sessão seguinte. 
Fomos ver o Hotel Budapeste que não podem perder (acho que ainda não estreou em Portugal mas fiquem atentos porque é incrível – cheio de bons atores e com uma realização e fotografias do outro mundo.)
E, desta vez, levei as minha Lemon Jelly até Paris já que a chuva não deu tréguas…
Fomos até aos Champs Elyseesacabámos por experimentar andar no transporte daqueles senhores que levam as pessoas a passear pela cidade (como se fosse um coche mas em vez de cavalos é uma bicicleta)  e aconselho que o façam. É giro, eles metem-nos umas mantinhas, e paga-se o mesmo que andar de táxi.

Seguiu-se um jantar ao pé do Hotel de Ville (primeira foto) onde voltei aos sabores da minha infância com um refresco de café. E depois aos pecados mais recentes: Foie Gras. 

You Might Also Like

2 comentários

  1. Paris é uma cidade mágica! Já fui uma vez e quero muito voltar! E estou ansiosa por ver esse filme! Adorei o trailler :D

    ResponderEliminar

Welcome to our website !