O meu Teorema de Pitágoras

By quinta-feira, dezembro 19, 2013 , , , , ,

Estou a chegar a uma conclusão. Magra nunca serei porque não consigo ir na conversa de dietinhas, ervinhas e sopinhas. Gosto mesmo de comer bem, de comer coisas tipicamente portuguesas: chouriços, farinheiras, feijoadas e grão! Bacalhau, pastéis de nata, azevias e os belos dos bolos com mil e um ovos conventuais. Já para não falar dos ovos moles de Aveiro (pelos quais me perco) e, ao que parece, Aveiro também tem mais atributos que o meu namorado é de lá (não me fiquei pelos bolos...). No entanto, se não quero ser gorda tenho mesmo de me cuidar e arranjar uma estratégia alternativa por isso fiz este compromisso comigo. Posso comer, sim, mas a quantidade de estragos tem que ser proporcional (à hipotenusa da soma do quadrado dos catetos) à quantidade de exercício físico feito. Até porque depois de tanto exercício e de ver o quanto custa estar três horas no ginásio, a vontade de pecar na cozinha reduz-se (ligeiramente!).

You Might Also Like

2 comentários

Welcome to our website !