Sem título

By segunda-feira, janeiro 28, 2013 ,

Miguel Esteves Cardoso escreveu, no seu livro "As minhas aventuras da Républica Portuguesa", algo como: "Começar é fácil. Acabar é ainda mais fácil." Não sei se concordo com a ordem, mas concordo com a ideia. Temos sede de mudar, de começar, da novidade, do início. Temos urgência em acabar, para podermos recomeçar. Mas disto tudo, o mais difícil é manter, é continuar. Os começos são importantes, mas só ganham forma e importância se continuados. Os acabares também, desde que sejam para novos começos continuados. Esquecemo-nos frequentemente disto. Fartamo-nos rápido de tudo. Porque dá trabalho, porque maça, porque implica compromisso e entrega, e porque os começos são sempre mais apetecíveis, ou quase sempre.

You Might Also Like

4 comentários

  1. Nunca tinha pensado nisso dessa forma e realmente é verdade. O continuar é que é difícil!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Pois nem eu... Claro que começar ou acabar pode nem sempre ser fácil mas o manter é seguramente bem difícil. beijinhos

      Mia

      Eliminar
  2. eu diria: o importante é continuar, fazendo com que cada dia pareça um começo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei muito do que escreveste e subscrevo. Obrigada pela partilha ;)

      Mia

      Eliminar

Welcome to our website !