Enredilhados

By sexta-feira, setembro 23, 2011



Tenho um colega novo que me ensinou a usar o linkedin. A primeira coisa que referiu sobre a rede é que se deve “dar e receber”. Ou seja, aquilo é uma rede de contactos profissionais, cheia de vantagens, mas se só procurarmos receber, as pessoas apercebem-se disso e onde inicialmente poderíamos receber, acabamos por secar a fonte.

Sei que isto parece algo completamente óbvio, e que não acrescenta nada mas as pessoas esquecem-se disto todos os dias. Procuram usar os seus contactos até ao máximo, explorar as oportunidades, receber tudo, mas esquecem-se de dar, desprezam o acto de ajudar e esquecem-se igualmente que dar também pode ser um trunfo, já que tudo são esquemas e negócios e que não há almoços grátis! Não só porque se recebe mais, mas também porque se é mais feliz.

Não sei o que somos ou o que podemos ser se não formos dando um bocadinho de nós todos os dias àqueles a com quem nos cruzamos. Com certeza seremos menos. O Padre António  Viieira escreveu que "Nós somos o que fazemos. O que não se faz não existe. Portanto, só existimos nos dias em que fazemos. Nos dias em que não fazemos, apenas duramos." Existir é muito mais. Ser é muito mais. Viver é muito mais. Viver tem que ser dar e ,por vezes, também pode ser receber . E só quando se dá genuinamente, se pode receber verdadeiramente. 

You Might Also Like

6 comentários

Welcome to our website !