Conceitos e perspectivas

By quinta-feira, setembro 15, 2011 ,






Chamem-me o que quiserem: conservadora, chata, antiquada. Embora os vossos argumentos caiam por terra se me conhecerem porque se há pessoa liberal, essa pessoa sou eu! Respeito todos e todas as opções acima de tudo. Mas para mim e para a minha vida há algo de que não abdico: Eu quero um casamento. Um casamento com cerimónia, vestido de noiva, despedida de solteira, damas de honor . Pode ser para pouca gente mas não quero ir “viver junto” a ver se dá e, depois, se não der e se não me tiver que ir embora, “ah entao lá se oficializa a coisa”. Acho óptimo e percebo a vantagem disso. Mas eu acredito em contos de fadas e quero pensar que, quando me casar não vai ser uma experiência, um teste de laboratório, mas sim um compromisso do qual nao me quero arrepender. Ok, até pode acontecer. Mas pelo menos naquele momento há um “uohh” estamos casados, um “uoh” fizémos um esforço enorme para ter isto, um “uoh” de finalmente termos conseguido e de termos lutado para lá chegar. Eu sei que é mais fácil monetariamente falando e que a margem de risco no “viver junto” é muito menor. Mas cada um sabe de si. E eu disto não abdico. Já me tiraram tantos dos meus sonhos cor-de-rosa que desta vez não me vou ficar! Por isso aviso-vos, futuros pretendentes, se um dia quiserem viver comigo, isso vai incluir anel e muuuuuito trabalho! E, como disse Nietzche, “Quem a si próprio nao obedece, será comandado!” e eu subescrevo.

You Might Also Like

7 comentários

  1. E é uma óptima decisão. Temos de abdicar de tanto na vida, porque nao atingir um objectivo, concretizar um sonho dos que são possíveis? (:

    ResponderEliminar
  2. É isso mesmo Carolina! Espero que vamos sempre sonhando muito e concretizando o máximo possível. Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Eu também sempre quis casar, sempre quis vestir um vestido de noiva, entrar na igreja e ter o meu namorado la ao fundo a sorrir para mim. Sim, isso já foi um sonho. Acontece que a vida dá tantas voltas que não são esperadas, muda tanto, mudam as prioridades, nós mudamos, que deixou de ser um sonho. Claro que gostava, mas se não tiver possibilidades, se não se proporcionar, não vou ser menos feliz por isso. O que interessa é termos um tecto para nós dois(que já temos) e dinheiro para nos sustentarmos (que ainda não temos e é por isso que ainda não vivemos juntos). Mas gostava sim, gostava...

    ResponderEliminar
  4. Concordo. Também é um sonho da qual não abdico, e mesmo sabendo que não está só nas minhas mãos gostava que se acontece-se fosse para sempre!

    ResponderEliminar
  5. Olá Mia! Percebo-te muito bem e há prioridades muito mais importantes. E acredita que se me acontecer como a ti, já me dou por feliz! Mas gosto de caprichar! Beijinhos

    Olá SM. Fico feliz por partilhares o meu sonho! Já não me sinto tão isolada... E se eu também gostava! Beijinhos

    ResponderEliminar

Welcome to our website !