Receitas de amor

By terça-feira, junho 07, 2011 , , , ,



Hoje fui a uma reunião. Bem sabemos que em contexto de crise, não é fácil convencer clientes e que, mesmo as boas ideias são caras. Mas como diria Saramago no seu livro sobre itinerários, “A viagem do Elefante”: “Têm razão os cépticos quando afirmam que a história da humanidade é uma interminável sucessão de ocasiões perdidas. Felizmente, graças à inesgotável generosidade da imaginação, cá vamos suprindo as faltas, preenchendo as lacunas o melhor que se pode, rompendo passagens em becos sem saída e que sem saída irão continuar, inventando chaves para abrir portas órfãs de fechadura ou que nunca a tiveram.”
Assim, esperamos que aquilo que é impactante e digno de análise vença as barreiras da crise e creio que  acabámos por sair-nos bem. Só o tempo dirá.

Também hoje acabei de ler um livro que junta comida, sexo e muito romance. É interessante porque nunca tinha olhado para a comida nesta perspectiva. O cozinheiro, faz os pratos para as suas amantes percebendo em cada uma delas o que as inspira, ou as faz “vibrar”. Pelo cheiro, pelo tom, pelas expressões compõe pratos fabulosos e fiquei de tal forma com água na boca, que agora estou ligeiramente enjoada porque nenhum prato do meu lanche cumpriu os meus anseios. Sabem aquela sensação de que nos apetece algo? Também quero um cozinheiro que desvende o meu prato, aquele aroma que me caracteriza. Enquanto não descubro, desafio-vos a ler. É daqueles romances que não pesam na cabeceira, light light light como só o verão e as esplanadas pedem: Receitas de Amor, Anthony Capella.


You Might Also Like

2 comentários

  1. Boa sorte no negócio!!! Comida e sexo ligam bem, há que entender o sabor de cada um e quais os ingredientes secretos. Beijinhos

    ResponderEliminar

Welcome to our website !