O momento

By quinta-feira, abril 21, 2011 , , ,



Há noites que se avizinham perdidas. 

“Mia, tu não tens 61 anos”, referiu H., quando afirmei estar cansada e ter que dormir. É certo que tenho que acordar cedo, mas também tenho que me divertir mais. Enquanto jantava com I. ria-me de momentos passados, e decidi que tinha que começar já a criar novas recordações ao invés de recordar. Preciso de sentir que vivo mais, e de deixar Pegadas mais profundas, meditei.

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.” disse Fernando Pessoa.

Acho que todos precisamos de sentir que mudamos. A crise de identidade que vivemos enquanto povo, e na qual nos deveríamos unir como Nação, precisa de palavras destas bem presentes. E eu ontem também precisei delas. Mudança. Ausência de rotina.

A estagnação assusta-me e quero fugir dela a sete pés, enquanto tenho idade para tal. Chega de pensar que vou ser mais. Se quero ser, não posso passar a vida a adiar, a planear. Porque as coisas que podemos adiar são as menos importantes.

 “Mia liga o descomplicador”, insistia H.

Assim seja: “Estás a tomar café com um amigo?” “Muito bem, traz o amigo”. E assim começava uma noite que juntou várias pessoas desconhecidas. Assim juntámos um grupo improvável, numa noite que se previa igual a todas as outras. O desfecho? Hoje dói-me a cabeça ligeiramente, mas ontem doeu-me mais a barriga de tanto rir. 

Tudo isto para vos dizer que se andam apanhadas pela mosca Tsé tsé bloqueadora e inibidora, mudem de rumo, ou sejam mordidas por moscas diferentes porque compensa! A noite de ontem não teve nada de especial. Foi divertida. Só e apenas isso. Mas significou um ponto de viragem e uma vontade de agir diferente, porque mais do que parecer é preciso ser.


You Might Also Like

2 comentários

  1. "só e apenas isso"...e a resposta está nas coisas simples; aprender a dar valor a isso e nada mais que isso será a receita ideal para a famosa mudança e descompressão de que tanto precisamos.

    So não te esqueças de acordar e aproveitar...

    ResponderEliminar
  2. Não é liga o descomplicador, é desliga o complicador.

    ResponderEliminar

Welcome to our website !