Um jantar de memórias

By domingo, março 06, 2011 ,


De bibes às riscas azuis e brancas olhávamos estranhamente uns para os outros. Alguns de olhos chorosos e outros a tentarem ser engraçados. Queres ser o meu par?

Criámos laços. Acostumámo-nos uns aos outros. Crescemos juntos. Brincámos. Discutimos. Aprendemos.  Rimos. Demos os primeiros beijinhos. Fomos à Serra Nevada. Lutámos contra os exames da Professora Henriqueta e contra a desconcentração das pulseiras da Professora Odete nos testes. Usámos suspensórios porque as saias encurtavam, por vezes. Limpámos talheres na copa.

E daquela vez em que levaste flores no dia dos namorados e ofereceste à minha inimiga porque me atrasei?  E tu, ainda soluças? E quando íamos ao quarto das irmãs explorar? E quando ele perdeu um dente e nos mandou a todos estar quietos em plena aula para procurar? E as centésimas lições com a Professora Beatriz? E as canções da Professora Florisbela? E as invenções de borrachas com arames, e os estendais de canetas do Diogo? E o Arturinho da Professora Joana?

Tantos anos passados e ali estávamos nós estranhos outra vez. Hoje sem grupos e num restaurante improvisado. O atraso deve ter-nos ficado no sangue. Nós, tão poucos, com medo de parecermos estranhos, mas estranhamente com tanto para falar. Quase nos expulsaram do restaurante, mas tivemos de continuar noite dentro. Tantas memórias partilhadas entre olhares cúmplices, nunca perdidos.

Foi dos jantares mais giros e curiosos dos últimos tempos e fiquei com os maxilares a doer de tanto rir. Sei que depois deste, pelo menos um por ano se seguirá. 

Vivemos 12 anos naquele colégio e construímos histórias, as nossas histórias. As festas, os teatros, as mesmas aventuras e dramas. As competições que nos levaram para as mesmas batalhas, contra a turma A e C.

E o Prof Zé Manel a mandar-te beber água ou ver se ele estava lá fora?

Sei que aquilo que nos separou e que os caminhos diferentes que seguimos são muito menores do que a funda memória que nos une e que não podemos negar. 

E a Irmã Flávia? E o cheiro do refeitório?

As perguntas nunca vão acabar. Até ao próximo jantar turma B, até ao próximo jantar!

You Might Also Like

2 comentários

  1. BRUTAL Marta!! Obrigada pelo texto! Descreve perfeitamente o nosso louco encontro, e deixa sede para mais!! Grande beijinho e ate ao proximo!! Preta

    ResponderEliminar
  2. Adorooo, está lindo Martinha!! Apesar de não ter estado no colégio desde os 3 anos, os cinco anos que lá estive trouxeram muito boas memórias, para contar e relembrar vezes sem conta. Essa do Prof. Zé Manel já nem me lembrava, completamente hilariante...lá iamos nós beber água para acalmar as gargalhadas sem fim!! Grande beijinho

    ResponderEliminar

Welcome to our website !